Eventos e cultura

Desde o século XIX, o Principado do Mónaco dá especial relevância à cultura e à educação.
Desde 1879, a ópera de Monte Carlo está no estável Garnier. Artistas de todo o mundo sobem a este palco. François Blanc construiu uma sala para concertos neste famoso casino, a qual foi aberta por Sarah Bernhardt num tempo recorde de 6 meses.

O prestígio e brilho desta ópera permite-lhe rivalizar com todas as óperas internacionais mundiais. Muitas primeiras exibições tiveram lugar neste palco.

Em1856, foi criada a orquestra filarmónica, a qual tem também um importante papel na música internacional e tem o privilégio de ser dirigida por maestros famosos no mundo inteiro, como Toscanini, Mitropoulos, Walter, Richard Strauss, de Sabata, Bernstein, Sawallisch, Kondrachine, Mehta, Kubelik, Sir George Solti, Maazel...

Outro ponto de interesse é o Ballet de Monte Carlo, o qual foi desejado pela princesa Grace do Mónaco e foi fundado pela sua filha, a princesa Carolina de Hannover.

Numerosas instituições activas foram criadas, como a Fundação Príncipe Pierre, a qual atribui um prémio literário-musical-artístico todos os anos, o Teatro Princesa Grace e o “Printemps des Arts”.